Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo

Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo

Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo na Igreja são constantemente buscadas por pastores e gestores nos sites e blogs, aqui resumimos dicas importantes e simples para você implementar ai na sua igreja.

Do latim “decimus” que significa a décima parte, apareceu no nosso idioma no século XIII mas a sua prática é tão antiga que aparece na Bíblia Sagrada no antigo testamento, é a prática que os judeus tinham de doar parte de seus rendimentos para Deus.

Como dissemos acima, essa era uma prática encontrada no Velho Testamento, mas hoje o crente também é chamado a contribuir com os dízimos, dar o dízimo é uma forma de agradecer a Deus pelas bençãos que recebemos.

É extremamente importante entendermos que a entrega do dízimo ou a opção em se tornar dizimista é sempre oriunda de uma conversão pessoal, assim, quanto maior a experiência da conversão, maior a generosidade.

Na grande maioria das igrejas evangélicas, a arrecadação do dízimo é de extrema importância para a manutenção das atividades da igreja, visto que é a principal fonte de receita e com ele e igreja sustenta suas atividades de evangelização, ensino, assistência social e missionária.

Teste Grátis!

Gestão Online para Igrejas Evangélicas
Aplicativo completo, fácil e prático para o controle total da secretaria e do financeiro através do computador ou celular.

É preciso criar uma relação de fidelidade dos membros com a devolução do dízimo, se a receita tiver variações muito grandes de um mês para outro pode por em risco as atividades da igreja, as quais citamos no parágrafo anterior, se a igreja não tiver recursos para evangelizar, ela deixa de cumprir a sua missão, por isso é tão importante o dízimo.

Para o verdadeiro cristão o dízimo é uma forma justa e adequada de retribuir, devolvendo a Deus a parte do todo que Ele constantemente nos dá. É importante que nós consigamos disseminar a mensagem ao nosso dizimista de que a retribuição do dízimo deve ser regular e sempre na proporção do que recebemos.

O dízimo é um compromisso íntimo do dizimista com Deus e precisa ser entregue na igreja a fim de que possa serem cumpridas as suas finalidades, sendo um recurso santo, é destinado a prover as necessidades materiais e espirituais da igreja em vista da evangelização, o anúncio do Reino de Deus para todos os homens.

Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo são práticas que podem ser implementadas no dia a dia das igrejas que podem contribuir para uma melhor conscientização da necessidade do dízimo nas igrejas.

Abaixo enumeramos algumas dicas que podem ajudar a melhorar a devolução do dízimo na sua igreja, lembrando que não existe uma receita única, depende muito do tamanho e da localidade da sua igreja, do seu público e das ferramentas que você vai utilizar.

Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo

Conscientizar os membros sobre a importância do dízimo

Ninguém mais que o pastor conhece as suas ovelhas, possivelmente a sua igreja é bastante heterogênea, é constituída de pessoas de todos os matizes ideológicos, de todas as classes e que tem visões e experiências diferentes de vida.

Desta forma o pastor ou dirigente é quem deve produzir pregações, publicações e materiais que possa conscientizar os membros da importância do dízimo, como dito mais acima o dízimo deve ser um compromisso do dizimista com Deus.

De outro modo, não se pode pressionar o membro ou usar algum tipo de “pressão psicológica” para que ele devolva o dízimo, isso deve estar no coração do dizimista, deve ser espontâneo e ser feito com alegria de coração.

Produzir e distribuir conteúdo entre os membros

Na maioria das igrejas nem todo mundo é dizimista, a tarefa de conscientizar os dizimistas pode ser feita por vários canais. Uma dica muito interessante é a gravação de vídeos, o pastor pode preparar uma pregação e produzir um vídeo, não muito longo, mas objetivo.

Não tenha medo de utilizar a tecnologia, os mensageiros eletrônicos, como o whatsapp e as redes sociais podem fazer muito bem esse papel, a custo zero, então por que não usar?

Estipular uma periodicidade também é uma boa prática, de nada adianta gravar um só vídeo e esquecer ou deixar de lado, é preciso que pelo menos uma vez por mês criar um conteúdo novo, estimulando os membros a fazer reflexões sobre a importância do dízimo.

Outra coisa bastante importante e que deve ser utilizado é a publicação de testemunhos, vez ou outra trazer um irmão que tem vivência e experiência no dízimo é impactante, não precisa de uma super produção, apenas vídeos simples com depoimento sobre o dízimo.

Deixar claro os objetivos do dízimo na igreja e o papel central do dizimista

A igreja é o local do encontro com Deus, é onde o membro vem buscar alento para as suas dificuldades do dia a dia, é onde ele reaviva a sua fé ao ouvir as mensagens da palavra de Deus, é a segunda casa do cristão e ele deve sentir no seu coração a sua responsabilidade em ajudar a manter esta casa.

Ao conscientizar os dizimistas, o pastor presidente e os dirigentes devem deixar bem claro, que embora esteja imune de recolher impostos, a igreja não recebe e nem pode receber recursos de origem governamental e que sua principal fonte de renda está calcada nos dízimos e ofertas.

Agir com transparência

Prestar contas de tudo, quando falamos em prestação de contas é necessário que a igreja lance mão de todas as ferramentas possíveis, balancetes, balanços, demonstrativos, lista de materiais gastos, isso tudo é eficiente e deve ser feito com regularidade, seja rígido com isso.

Se a igreja estiver investindo em uma obra, construindo salas, fazendo reformas ou aumentando algum prédio, filme e tire fotos de tudo, em cada fase, desde o início, balancetes e demonstrativo são bons para prestar contas, mas nada substitui uma imagem.

Analisar os resultados com frequência

Fazer um planejamento e produzir conteúdo para alcançar uma meta específica não é uma tarefa fácil e nem é feita ao acaso é para que consigamos alcançar um resultado dentro de um objetivo esperado.

Por isso é importante fazer um acompanhamento frequente das nossas ações e dos resultados obtidos com ela. Outro fator importante é não abrir muitas frentes, primeiro para não dificultar a adesão dos membros e depois para poder ser medido com mais eficiência.

Uma dica simples, por exemplo, é saber, independentemente do valor, quantas pessoas dizimaram ao longo de um ano, ou de um mês para outro, para aferirmos se o número está aumentando.

Oferecer praticidade aos membros para doar

Hoje vivemos em um mundo totalmente conectado, a tecnologia aflora em todas as nossas ações, já temos duas gerações nascidas no ápice da internet, devemos utilizar ao máximo a tecnologia para favorecer o ato da devolução do dízimo.

Já foi-se o tempo em que o membro precisava encontrar com o Tesoureiro em dia de culto para cumprir a tarefa devolver o seu dízimo, além de pouco transparente, isso é coisa do passado, no mínimo a igreja precisa ter uma conta no banco e passar o número para sua membresia devolver o dízimo.

Tudo que vier para facilitar é bom, apps próprios, doações com cartão de crédito e débito e tantas outras facilidades, porém é preciso cuidado com “certas facilidades” que ao invés de melhorar a arrecadação, tendem a trazer novas despesas e desconforto para os membros.

Finalizando

Finalizamos as Dicas para Melhorar a Devolução do Dízimo na Igreja, apesar de ser um assunto bastante interessante, procuramos resumir em alguns tópicos o que é essencial para você implementar ai no seu campo.

A nossa intenção é demonstrar que a igreja não deve perder a sua essência, não se desviar da sua finalidade, entretanto, precisa de recursos para se manter e o dízimo é principal, se não a única, é a principal fonte de recursos.

Dessa forma a igreja, de tempos em tempos, precisa convidar seus membros a uma reflexão com o intuito de trazer novos dizimistas e reforçar o compromisso daqueles que já são dizimistas.

Tão importante quanto trabalhar a questão de colocar no coração dos membros a importância de se dizimar é efetuar o controle das receitas e despesas da igreja, isso é organização, só se consegue transparência com gestão eficiente e responsável dos recursos.

O SigiWeb é uma plataforma completa para gestão online da sua igreja, na nossa aplicação o pastor ou dirigente consegue cadastrar e acompanhar a evolução do seu cadastro de membros, a entrega dos dízimos e as despesas da igreja, além de outras ferramentas como emissão de cartas, certificados, entre outros.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário